Caixinha de surpresas - parte 01


Definitivamente, são as emoções, mas aquelas provocodas pelas incertezas, que dão um tempero todo especial à vida! Vou resumir os ultimos acontecimentos.


Em maio eu dei uma travada. Ter momento(s) de desequilíbrio é comum em mestrandos e doutorandos. Fiquei uns 15 dias assim, sem conseguir render nos estudos e sem entender direito o porquê. Era um período de avaliações e fiquei na corda bamba em todas as disciplinas do primeiro semestre. Medo de ser jubilado: de acordo com o regimento, se perder em duas, tá fora.

Hora de tomada de decisão. Considerei o contexto, analisei as implicações, as incertezas, e vi que era preciso perseverar. Procurei ajuda, derramei sangue, suor e lágrimas para salvar a pátria. Agora estamos cursando as disciplinas do segundo semestre sem saber os resultados do período anterior.

Em uma delas (econometria), já sei que fui aprovado. Em outra, as evidências a probabilidade de eu ter conseguido passar é grande. Já em Economia Política, tenho quase certeza que rodei . Ou seja, provavelmente continuo no jogo!

Já sabendo que os resultados demorariam a sair, por precaução, me inscrevi de novo na seleção da ANPEC. Daí conversei com o professor de métodos quantitativos: pedi que ele me avisasse com antecedência, pois eu dependia da informação pra decidir se estudaria para a seleção ou continuava concentrando meus esforços apenas nas matérias vigentes do mestrado. Como um bom filme, o tempo passou e mateve-se o suspense.

As provas da ANPEC aconteceram essa semana, dias 29 e 30 de setembro...

Mas a vida, a vida é uma caixinha de surpresas bem no estilo Joseph Climber!



Vejam o flashback: há cerca de 15 dias (meados de setembro/2010) visitei um oftalmologista com a intenção de trocar os óculos e/ou verificar a possibilidade de me livrar da miopia, e ver por que minha lente de contato esquerda estava incomodando (parei de usar faz uns 3 meses). Me pediu trocentos exames, e resolvi que iria faze-los depois das eleições. Voltem do flashback.

Só que, repentinamente, na sexta-feira  da semana passada (dia 25/09) comecei a enxergar muito embaçado com o olho esquerdo e a quantidade de mosquinhas e cobrinhas passeando pela visão aumentara consideravelmente.

Resolvi antecipar os exames, marquei um deles para a segunda (27/09). Chegando lá, o médico 02 disse que eu estava com um rasgo na retina acompanhado de uma pequena hemorragia. E era pra eu ficar em "repouso absoluto" e entrar em contato com o plano de saúde imediatamente a fim de fazer um procedimento na tentativa de evitar a evolução para um deslocamento de retina (que poderia ocorrer a qualquer momento, tal e tal).

Depois de muitas ligações, as duas datas mais próximas disponíveis para realizar a tal fotocoagulação à laser era quarta-feira, 29/09 (dia da prova da ANPEC!) ou então para oito dias depois.

Contatei o médico que fez o diagnóstico, expliquei o dilema, perguntei se eu poderia esperar mais um pouco. Ele me disse que havia explicado bem a urgência do problema. Aconselhou que eu desse prioridade ao que fosse mais importante pra mim.


E agora, advinha, será que fiz a prova (correndo o risco de ficar cegueta) ou fiz o procedimento (deixando de me precaver quanto ao mestrado)?!?

2 comentários:

  1. Solidário por aqui. O que quer que tenha acontecido, aconteça!
    Sorte!!!

    ResponderExcluir
  2. Valeu pela força! Amanhã voltarei ao médico e conto aqui o que se assucedeu.

    ResponderExcluir

Quero saber sua opinião. Mas veja que embaixo do formulário está escrito "comentar como: Selecionar perfil".

Clique para escolher uma das opções para se identificar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...