Rapidinhas #10

1) Chegou meu autopresente de natal! Minha primeira câmera fotográfica digital - uma compacta. Depois que fiz o pedido, vi muita gente reclamando da Apetrexo. Apezar do friozinho na barriga, a encomenda chegou bem. Acho que andaram se atrapalhando com o aumento nas vendas. Deixo registrado que primeiro me mandaram um número de rastreio inexistente, e só depois, quando liguei, deram uma desculpa qualquer e postaram (daí me deram outro código)...

2) Ando trabalhando (nos Ovos) neste fim de ano,  tenho um relatório da tutoria pra terminar e também já comecei a fazer a limpeza anual da papelada (inclusive preciso de uma nova remessa de cartolinas).

3) Várias visitas familiares: tias e prima vieram passear. E minha outra irmã chegou de surpresa trazendo meus sobrinhos.

Sugestão de cardápio para o dia 25


Eita, pau pereira

Acabo de voltar de João Pessoa, terra de Anayde Beiriz, a paraíba masculina. Não passei na seleção local (vou pôr a culpa nas integrais parciais, hehehe) mas valeu muito a pena ter ido. Foi bem legal encontrar pessoalmente com gente que eu só conhecia/ conversava por meio de bits e bytes. Bati papo com Erik, Cleiton e Ana Raquel. Estive com Semírames, Ionara e Bruna, e ainda conheci meio mundo de gente nova.

Conheci a UFPB, assisti à aula pública do prof. Luis Renato, fui bem atendido no JR Hotel, comi cabrito e tapióca, me lavei nas águas da praia de Tambaú, andei pelo centro da cidade. Infelizmente, deixei para tomar banho pelado numa praia de nudismo que tem por lá, da próxima vez que eu for.

O tempo escasso e os compromissos de ambos não deixaram eu tomar um suco com o Orlando (Netnografando), nem deu pra eu ir visitar minha amiga Alcione em Campina Grande.

Por três vezes, ao pedir água mineral de meio litro, diziam que não tinha. Quando eu apontava, exclamavam: ah, por que tu num falasse logo? É a de 500ml!

Longas viagens de ônibus são um passeio à parte! Cansa mas é divertido. Fui e vim num carro que faz a linha Rio - João Pessoa. Como estão duplicando trechos da pista entre a Paraiba e Alagoas, o ônibus andava, parava, esperava e voltava a andar. Alguns reclamavam que prefiririam poder abrir a janela e sentir o vento do que se refrescar com o ar condicionado. Na volta, um casal de idosos não parava de mastigar: levaram uma sacola com farofa, chá, água, frutas, inhame com peixe, etc.

Dicas:
  • Quem não gosta de levar um estoque de mantimentos como os velhinhos citados anteriormente, e para quem não quer pagar fortunas em comida requentada dos pontos de apoio, sempre olhem em volta. Do lado de fora sempre tem um bar, um restaurante ou barraquinha com preços mais em conta.
  • Na rodoviária de Esplanada (BA) a coxinha custa apenas R$2,00
  • Prefira comprar água mineral de 1,5 litros em vez de garrafinhas de 500ml
  • Acredite, lenços umidecidos (aqueles de limpar bunda de bebê) podem ser muito úteis.





Leia também: Mestrado com data marcada.
Bônus: Se você está lendo pelo feed ou por email, visite o site pra ver dois vídeos incorporados

Mestrado com data marcada

Dias atrás Ricardo Martini chegou a anunciar e desejar sucesso, mas eu ainda estava em meio a outros processos seletivos. Enfim: agora já está definido e o mestrado será em... (and the Oscar goes to...) Salvador!

No dia em que farei aniversário, 1º de março de 2010, começarão as minhas aulas no mestrado em economia da Universidade Federal da Bahia - UFBa.

No começo são três disciplinas obrigatórias: Econometria, (professor a definir) (Gervásio Ferreira dos Santos), Métodos Quantitativos (com um professor de nome Gentil) e Economia Política (com Paulo Balanco e Luis Filgueiras).
Macroeconomia e microeconomia são coisas para o segundo semestre.

À todos que me acompanham e torcem, a batalha continua, agora numa nova etapa. E já que o universo conspirou para que eu fique na Bahia ano que vem, então vamos lá... Vou comer com sal esse negócio.

E não sei porquê, mas agora, pra comemorar, me deu vontade de cantar outra música de Raul Seixas: ouro de tolo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...