O Porco e o Cavalo


Como qualquer pessoa normal que tem mais o que fazer, de cada 100 e-mails que recebo com poeminhas, mensagens fru-frus e coisa do tipo, leio apenas um ou dois, aleatóriamente. Dessas, achei bem interessante a mensagem que reproduzo abaixo - retrata o que acontece em muitos ambientes de trabalho. Daria uma boa discussão...

--------------------------------------------------------------------------------
O Porco e o Cavalo
. .Autor desconhecido?


Um fazendeiro colecionava cavalos e só faltava uma determinada raça. Um dia ele descobriu que o seu vizinho tinha este determinado cavalo. Assim, ele atazanou seu vizinho até conseguir comprá-lo. Um mês depois o cavalo adoeceu, e ele chamou o veterinário :


- Bem, seu cavalo está com uma virose, é preciso tomar este medicamento durante 3 dias, no terceiro dia eu retornarei e caso ele não esteja melhor, será necessário sacrificá-lo.


Neste momento, o porco escutava toda a conversa.
No dia seguinte deram o medicamento e foram embora.
O porco se aproximou do cavalo e disse :
- Força amigo ! Levanta daí, senão você será sacrificado !


No segundo dia, deram o medicamento e foram embora.
O porco se aproximou do cavalo e disse :
- Vamos lá amigão, levanta senão você vai morrer ! Vamos lá, eu te ajudo a levantar.


No terceiro dia deram o medicamento e o veterinário disse :
- Infelizmente, vamos ter que sacrificá-lo amanhã, pois a virose pode
contaminar os outros cavalos.


Quando foram embora, o porco se aproximou do cavalo e disse :
- Cara, é agora ou nunca, levanta logo ! Coragem ! Upa ! Upa ! Isso,
devagar. Ótimo, agora mais depressa...
Fantástico ! Corre, corre mais. Você venceu, Campeão !


Então, de repente o dono chegou, viu o cavalo correndo no campo e gritou:
- Milagre ! O cavalo melhorou. Isso merece uma festa... "Vamos matar o porco !"


Isso acontece com freqüência no ambiente de trabalho.
Muitos não percebem quem tem o mérito pelo sucesso.
Saber viver sem ser reconhecido é uma arte.
Se algum dia alguém lhe disser que seu trabalho não é o de um profissional, lembre-se :
Amadores construíram a Arca de Noé e profissionais, o Titanic.
Procure ser uma pessoa de valor, em vez de ser uma pessoa de sucesso.
E AI O QUE VOCÊ ACHA?
------------------------------------------------------------------------------------------------

4 comentários:

  1. Está muito bom. É para reflectirmos...

    ResponderExcluir
  2. Como qualquer pessoa que possui e-mail nos dias de hoje, também recebo uma enxurrada de poeminhas, correntes e orações que acabo nem lendo, nesse caso li e de fato refleti a respeito o que me leva a escrever a respeito, porém sem me aprofundar muito, tendo em vista a simplicidade de pensamento do texto...
    Ora... se “viver sem ser reconhecido é uma arte” qual o motivo da preocupação com o recebimento de méritos do porco???
    O texto acima não poderia terminar pensando no Cavalo e concluir como p.ex: “Quando você é naturalmente importante sempre há alguém disposto a sacrificar-se por você”?
    Ou ainda com o fazendeiro e a conclusão poderia ser: “Se você tem um propósito existirá sempre um sacrifício”.
    Poderia brincar mais de “moral da história” como Esopo ou os Irmãos Grimm... mas nem é preciso tanto...
    Se no ambiente de trabalho “ninguém percebe que é o funcionário que tem o mérito pelo sucesso” que exista o disposição para que isso ocorra e faça como o cavalo que esforçou-se para ficar em pé! Ou que se esqueça do mérito e viva a “arte de não ser reconhecido”... Parece-me ser mais uma decisão de escolha do que uma fatalidade dos “ambientes de trabalho”.
    Quantas vezes não ouvimos em “ambientes de trabalho”: “ Não ganho para isso” ou “Isso não é minha obrigação”, muito diferente do porco... Ainda assim a culpa recai sobre o “fazendeiro”... A verdade é que parece sempre mais fácil e cômoda a identificação das pessoas com a vítima. Afinal a culpa é sempre dos outros mesmo...
    Para terminar vale lembrar também que a Arca de Noé é uma história de fé... não se sabe se o dito barco realmente existiu e ainda assim Noé so levou nele sua família. Ah! O porco estava lá!!!!! E o Titanic afundou depois que um “funcionário” não deu atenção aos sinais de Iceberg.... comparações bem infelizes...

    ResponderExcluir
  3. Oi Anônima,
    O porquinho nem se preocupou tanto com reconhecimento... O que ele realmente não esperava era virar torresmo!

    ResponderExcluir
  4. conclusão:
    Tudo na vida, depende do ângolo que se ve! Prestar atenção! É essencial!
    Refletir, nada mais é, que parar e pensar, observar por vários ângolos!
    O que é certo? O que é melhor?
    Quem tem razão ou culpa?
    complicado!
    É verdade a arca de Noé, é uma história de fé, fé em Deus... E nela foi apenas a família que merecia ser salva, para perpetuar a espécie, e liquidar o mal. E com eles foram um casal de cada espécie, inclusive o porco e sua namorada!kkk... Já o titanic,é uma história que faltou fé, pois o homem quiz brincar de Deus,e acabou se dando mal.kkk...
    E você do comenterio acima estava lá???
    kkkk...
    tadinho do porquinhu!!!
    fazendeiro burro...
    cavalo sortudo...

    ResponderExcluir

Quero saber sua opinião. Mas veja que embaixo do formulário está escrito "comentar como: Selecionar perfil".

Clique para escolher uma das opções para se identificar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...