Fazendo As Coisas Acontecerem

A idéia já vinha latente, mais eis que inauguro este weblog, cujo escopo está dito lá em cima, à esquerda direita.

Antes de SE perguntar "o quê que eu tô fazendo aqui?!", verifique se você já passou por alguma das seguintes situações:
  • Tem tanto a fazer, que fica meio perdido sem saber por onde começar.
  • Tem tanto a fazer, mas não sabe o quê exatamente.
  • Estava tão ocupado com outras coisas que esqueçeu de um compromisso ou tarefa importante.
  • Se apartir desse momento, não surgir mais nenhum novo projeto, plano, nem tarefa a cumprir além daqueles que você tem hoje; doze meses seriam insuficientes para concluir tudo o que gostaria, precisa ou tem que fazer.
Identificar-se com os exemplos acima é absolutamente normal nestes tempos de mudanças, novas demandas, novas configurações do mercado de trabalho, avanço da ciência, tecnologia e conhecimento, globalização, recursos insuficientes, excesso de informação... Ufa!

Olha só: assim como 90% das pessoas, por causa dos vários papéis que exerço e atribuições que possuo, eu sempre tenho mais coisas à fazer do que o tempo permite.

A grande contribuição que o Getting Things Done - GTD trouxe para mim foi uma nova postura em relação a como lidar com os afazeres, as urgências e os imprevistos do dia-a-dia.

Mas esclareço que estou loooonge de atingir a perfeição, nem tenho a pretensão de ser exemplo de produtividade e proatividade. Sou humano, e por isso, naturalmente desorganizado, imperfeito e sujeito a erros. Minha busca é por me manter nos trilhos e melhorar continuamente.

Neste espaço, apartir das minhas experiências (e as de quem quiser compartilhar), discutiremos desenvolvimento pessoal e assuntos correlatos.

Para quem está se coçando, pensando e perguntando "que troço de GTD é esse?!" eu peço que aguardem mais esclarecimentos nos próximos posts. Veja e aqui.

Abraços,

Enoch Filho
Agosto de 2005

+Sobre

Post transferido para:
http://www.alemdascurvas.com/p/quemsomos.html
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...